Web Livro
Page 1 of 8 1 2 3 Next


PREVIA War of the Elements - O nascimento da luz CAPITULO 5 A Lenda Élfica 

Há muitos anos atrás quando a terra ainda era abençoada pela luz todo o lado norte era governado pelos elfos no topo do monte Luminus, onde ficava a grande fortaleza élfica. Sob o crepúsculo canções ecoavam pela montanha dando vida aquela enorme formação rochosa, os ventos sopravam ao sul chacoalhando o cume das arvores fazendo as dançar com aquela doce melodia de agradecimento à natureza por mais um dia de paz sobre o mundo.



Nota de Esclarecimento 

Venho por meio desta nota comunicar a demora na postagem do Capitulo 4. Devido problemas internos atrasamos na postagem do capitulo em questão mas revisamos todos os capitulos ja postados e todos estão devidamente corrigidos. Novamente pedimos  desculpas pelo incoveniente.

Atenciosamente Equipe Web Livro



War of the Elements - O nascimento da luz CAPITULO 4 - A Figura Revelada 

Ao nascer do sol, o anão já batia na porta do quarto onde estavam a figura e criança. O pequeno homem os acompanhou até a sala principal onde a mesa estava posta com um grande desjejum servido de frutas, alguns quitutes da cultura dos anões, acompanhada de cerveja preta e um grande jarro de leite para a criança. Após sentarem-se a mesa, o anfitrião estava invocado com a figura suspeita, que até o momento cobria seu rosto com um capuz. Curioso, logo perguntou.

-      Posso ver o seu rosto? Coisa estranha!

A figura então soltou uma mancara - uma fruta um tanto saborosa e nutritiva. Com um único fruto uma pessoa de porte normal se satisfaria por um grande período do dia -, que acabara de pegar após alimentar a criança. Então, com certa insegurança, levou as mãos ao capuz e o removeu lentamente. Com uma expressão de surpresa, o anão gritou:

-     Pelos deuses, você não pode ser real. Eu acreditava que todos os elfos e fadas haviam sido extintos pelos reis da morte, mas olhe só, uma fada bem à minha frente.

A jovem fada, que agora estava espantada com a reação do pequeno homem, tentou se levantar para fugir, mas foi surpreendida:

-     Acalme-se eu não irei lhe fazer mal, só me surpreende vê-la. Você estará segura aqui. A fazenda é cercada por uma magia antiga da floresta, tendo você a luz em seu coração, ela se revelará. Ao contrário tudo o que encontraram serão árvores e mais árvores. Senão, vocês nunca estariam aqui. Mas, se me permite perguntar, o que você faz por essas regiões e ainda mais carregando um bebê humano?



O universo fantastico de War of the Elements - Criaturas - Goblins 

Goblins:

Elemento: Terra

Poderes: Feitiçaria, e vidência

Habitat: Propriamente qualquer bioma.

Características Gerais: Baixa estatura, Pele grossa esverdeada com presença de brotoejas, dentes afiados, queixo e nariz alongados e pontiagudos, alguns apresentam cabelo mais a maioria não possui pelo algum, a cor dos olhos variam de um vermelho rubro a um amarelo cítrico.

Curiosidades: Inimigos dos gnomos, sempre carregam com si seu gorro, utilizam galhos de arvores especificas como cajado, adoram pregar peças nos desavisados, não são seres de confiança.  

(imagem meramente ilustrativa).



War of the Elements - O nascimento da luz CAPITULO 3 - A Fazenda 

Após descansar por alguns minutos, a figura tomou a criança em seu colo e correu rumo ao leste tropeçando em raízes e fugindo dos trovoes que a cada segundo se aproximavam cada vez mais. Sombras pareciam seguir a figura, o que a fazia correr mais. Sua respiração era forte, ofegante. Sem desistir, continuou a correr. Logo quando seu corpo se negava a se mover, a figura - com a criança junto a seus braços - saiu da floresta e caiu de joelhos no chão. À sua frente havia uma pequena cabana cercada por muros de rocha e alguns troncos. A fazenda isolada do mundo cercada pela floresta parecia habitada, pois havia fumaça saindo de uma pequena chaminé no topo da cabana. Após alguns segundos, caída no chão a figura tentou se levantar, mas foi surpreendida por um Worf, um lobo de aparência grotesca com seus três metros de altura e quase seis de comprimento, rosnando em sua frente. A figura se manteve imóvel, ate que da pequena cabana pode se ouvir uma voz baixa e rouca dizendo:

— Quem está aí, Elizabeth?

Com um tom surpreso, como se a fera o houvesse respondido sem emitir som qualquer, retrucou:

— Hmm, então temos visitantes. Um adulto e uma criança. Traga-os para cá, querida.

A besta, com o focinho, ajudou a figura a se levantar e os acompanhou ate a porta, onde um anão gordo e com uma longa barba os aguardava. Mesmo aparentando ser alguém rude, o pobre anão os recebeu com um sorriso em sua face dizendo.

— Meu nome é Dalbar, eu sou o dono dessa fazenda. Vamos entrem vou lhes arrumar comida e hospedaria. Pela amanha vocês me explicam o que diabos fazem por essa parte da floresta.



Nota de Esclarecimento 

Devido ao atraso na postagem do 2º Capitulo hoje sera postado dois capitulos o 2º e o 3º. Peço desculpas a todos e boa leitura.




War of the Elements - O nascimento da luz CAPITULO 2 - A profecia 

Em um momento de angustia, o silencio tomou conta da floresta, A figura sombria que carregara a criança tomada de cansaço, ajoelhou-se diante de uma grande arvore. A criança até o momento só chorava e fazia gestos tentando demonstrar que estava com fome. A figura ao notar o esforço da criança, colocou-a entre as raízes da árvore e procurou em volta algo que pudesse alimentá-la. Não muito distante, ao norte, o ser avistara um ramo de Organia - um fruto pequeno com um sabor divino, uma planta um tanto quanto rara.

Após recolher alguns frutos e amassá-los de forma que ficasse fácil para a criança ingerir, mesmo não tendo ela idade suficiente para se alimentar daquilo, levou à boca da pequena criatura. Com um sinal de aprovação com a cabeça a criança, então começou a comer devagar a papa da fruta que tinha um sabor um tanto doce e suave. Ao sul trovões soavam aos céus como bestas em fúria. Anunciavam o encontro dos nove reis sombrios no conselho da morte. Há alguns dias ao sul, numa fortaleza cercada pelas sombras, em um grande salão oval com uma bancada central, reuniam-se os nove reis responsáveis pelo mundo das trevas. No centro da bancada estava um goblin ancião, de baixa estatura, vestindo um manto vermelho e um capuz, apoiando-se em um pequeno cajado ao qual seu formato lembrava muito uma serpente. Sentou-se em uma banqueta posta sobre a bancada se preparando para pronunciar algumas palavras para aqueles que tanto aguardavam ao seu redor. O pequeno ser então em um gesto com as mãos lançou ao ar uma espécie de poeira, que ao ser levada pelo vento ganhava formas conforme as palavras ecoavam de sua boca no imenso salão.

— A criança que agora caminha em meio às sombras. Um dia retornará. E consigo a luz irá trazer. E este mundo de trevas que hoje existe, amanha não existira mais. O herói que trará a era da luz tomará os nove tronos para si e governará este novo mundo com paz e harmonia junto de seus seguidores.

Ao fim de tais palavras houve um grande tumulto entre os reis, que discutiam entre si para tentar buscar uma solução ao problema eminente que estava proposto na profecia do goblin ancião. Após alguns minutos de muito debate, as trevas tomaram o salão e uma voz sombria e baixa pronunciou:

— Esta profecia jamais se concretizará. A criança morrerá! 



São tantas as desculpas que criamos para nos esconder de nós mesmos, que as vezes não percebemos que um sim poderia transformar nossas vidas de tal forma que encontrariamos a resposta para todos os nossos problemas.

São tantas as desculpas que criamos para nos esconder de nós mesmos, que as vezes não percebemos que um sim poderia transformar nossas vidas de tal forma que encontrariamos a resposta para todos os nossos problemas.

(Source: rabiscos-esquecidos, via soldprimavera)



Eai Gostou? 

Ola queridos leitores, gostaria de saber se voces aprovaram o primeiro capitulo de War of the Elements - O nascimento da luz, e se gostaram da volta do Web Livro. Eai Aprovou?